Piauí

Funcionários das escolas estaduais do Piauí paralisam atividades

A categoria reivindica reajuste salarial e exige tratar com o Governo sobre mudança de classe e padrão, aposentadoria, reenquadramento e o retorno das horas extraordinárias dos vigilantes.

THAIS GUIMARÃES

- atualizado

Os trabalhadores das funções administrativas (zeladores, merendeiros, secretários e auxiliares de vigilância) das escolas públicas do Piauí paralisaram as atividades nessa segunda-feira (15). Eles estão realizando uma manifestação durante essa manhã em frente ao Palácio de Karnak, com o objetivo de serem recebidos por representantes do governador Wellington Dias.

  • Foto: DivulgaçãoParalisação dos trabalhadores da educaçãoParalisação dos trabalhadores da educação

De acordo com Expedito Pacífico, representante do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado do Piauí (Sinte-PI), a categoria reivindica reajuste salarial e exige tratar com o Governo sobre mudança de classe e padrão, aposentadoria, reenquadramento e o retorno das horas extraordinárias dos vigilantes.

A paralisação deve durar o dia todo e a reunião com representantes do poder executivo ainda não tem horário marcado. “Viemos ao Palácio de Karnak nos reunir com o governador, e como ele não se encontra em Teresina esperamos ser recebidos pela vice, Margarete Coelho”, informou Expedito ao GP1.

Mais conteúdo sobre: