Mundo

Furacão Irma provoca destruição no Caribe e segue para os EUA

Serviço Meteorológico Nacional diz que situação é 'extremamente perigosa e potencialmente letal'.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

Depois de provocar mortes e destruição no Caribe, o furacão Irma chegou ao sul da Flórida, nos Estados Unidos por volta das 7h da manhã deste domingo (10), com rajadas de vento de até 215 km/h.

Segundo o Serviço Meteorológico dos Estados Unidos, "é uma situação extremamente perigosa e potencialmente letal". O órgão fez um apelo às pessoas que ignoraram os alertas de evacuação para que procurem refúgio "para proteger suas vidas".

  • Foto: Carlos Barria/ReutersFortes ventos atingiram Miami com a chegada do IrmaFortes ventos atingiram Miami com a chegada do Irma

De acordo com informações do G1, cerca de 430 mil pessoas ficaram sem luz em razão do furacão. Tempestades decorrentes do Irma já mataram 25 pessoas e reduziu muitas construções a escombros em sua passagem pelo Caribe e por Cuba. Por volta de 6,3 milhões de pessoas receberam ordens de evacuação na Flórida. O número representa 28% de toda a população do Estado, de 22,6 milhões de habitantes.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB