Piauí - Teresina

Governo do Piauí anuncia vencedora de licitação da nova Ceapi

A empresa Brazilfuit Transportes Importação e Exportação LTDA vai administrar, reformar, modernizar, expandir, operar e manter a Central de Abastecimento do Piauí por 30 anos.

- atualizado

A Comissão Especial de Licitação (CEL), em sessão realizada nesta quarta-feira, 19, no auditório da Secretaria de Administração e Previdência do Estado do Piauí (SeadPrev), declarou habilitada e vencedora do certame a empresa Brazilfuit Transportes Importação e Exportação LTDA, que vai administrar, reformar, modernizar, expandir , operar e manter a Central de Abastecimento do Piauí por 30 anos.

A empresa foi credenciada para participar da concorrência pública. Com a presença de técnicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE/PI) e da Controladoria Geral do Estado (CGE), para acompanhamento da sessão, a Comissão procedeu, inicialmente, a abertura e análise da proposta comercial. A empresa ofertou um percentual de 3,5% do total de receita bruta mensal, para efeito de pagamento de outorga. Na mesma sessão foram avaliados e aprovados os documentos de habilitação referentes à habilitação jurídica, regularidade fiscal e trabalhista, qualificação técnica e qualificação econômico-financeira.

A superintendente de Parcerias e Concessões, Viviane Moura, informou que as obras devem iniciar em cinco meses. “Vemos com satisfação o resultado desse processo, uma vez que o ambiente de instabilidade jurídica e o cenário econômico do país não são favoráveis a implantação de projetos de PPP. O que sentimos é que há interesse e confiança do privado em trabalhar em parceria com o Estado do Piauí. Nesse projeto, temos um equipamento público que vai contar, num prazo de 24 meses, com investimento privado na ordem de R$ 46.000.000,00", destacou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Viviane Moura Viviane Moura

A próxima etapa é a assinatura do contrato que prevê o período de 90 dias para uma operação especial no entreposto. A empresa vai trabalhar, de forma mais urgente, nas áreas de limpeza, segurança, coleta e destinação dos resíduos sólidos e portaria.

“A gente cria dentro do ambiente da economia piauiense um entreposto comercial aonde vamos ter uma unidade moderna. Há décadas temos uma Ceasa deficitária com situações de mau atendimento e nós queremos criar um modelo novo onde através de uma parceria público-privada se possa investir para termos um moderno entreposto comercial. Isso vai dar comodidade à população e estrutura de trabalho para os permissionários em termos de higiene, segurança e modernidade, fazendo gerar cada vez mais emprego e renda que é o foco deste governo”, ressaltou o secretário estadual de Administração do Piauí, Franzé Silva.

MAIS NA WEB