Economia e Negócios

Governo sofre derrota e revisão de metas será em setembro

Conclusão da votação da meta fiscal foi adiada para 5 de setembro.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

Depois de 11 horas, a sessão do Congresso Nacional foi encerrada na madrugada desta quinta-feira (31), por falta de quórum sem concluir a votação do projeto do governo que prevê déficit de R$ 159 bilhões nas contas públicas em 2017 e em 2018.

Com isso, uma nova sessão foi convocada para a próxima terça-feira (05). Os parlamentares chegaram a aprovar o texto-base, mas não terminaram de analisar as sugestões ao projeto. Como o Congresso não concluiu a revisão, o governo terá que enviar ao Legislativo a proposta de Orçamento da União de 2018 com as previsões de receitas e despesas desatualizadas.

  • Foto: Nilton Fukuda/Estadão ConteúdoCongresso NacionalCongresso Nacional

O projeto foi enviado pelo governo no último dia 17 e foi duramente criticado pela oposição durante a sessão. De acordo com informações do G1, a todo momento, parlamentares contrários ao Palácio do Planalto apresentaram diversos requerimentos com o intuito de prolongar a sessão, numa tentativa de reduzir o quórum na madrugada e, assim, adiar a votação.

A meta fiscal de 2017 prevê déficit de R$ 139 bilhões e a de 2018, de R$ 129 bilhões. Mas o governo argumenta que a arrecadação ficou abaixo do esperado e, por isso, precisou revisar as previsões dos dois anos para déficit de R$ 159 bilhões.


MAIS NA WEB