Piauí - Teresina

Homem é condenado a 20 anos de prisão pela morte do capitão Nogueira

A sentença da juíza de direito Junia Maria Feitosa Bezerra Fialho, da 4ª Vara Criminal de Teresina, foi dada nessa terça-feira (06).

BRUNNO SUÊNIO

- atualizado

A juíza de direito Junia Maria Feitosa Bezerra Fialho, da 4ª Vara Criminal de Teresina, condenou José Carlos Rodrigues da Silva a 20 anos de reclusão, em regime fechado, e pagamento de 200 dias-multa pelo assassinato do capitão Roberval Nogueira da Silva, da Polícia Militar do Piauí. A sentença é desta terça-feira (06).

Como José Carlos está preso desde o dia 14 de fevereiro de 2016, perfazendo 01 ano, três meses e 23 dias de pena cumprida, foi plicado o instituto da detração, ficando a pena em 18 anos, 08 meses e 07 dias de reclusão que deverá ser cumprida na Penitenciária Irmão Guido.

O crime

No dia 14 de fevereiro de 2016, por volta das 12h30min, o acusado José Carlos Rodrigues entrou no estabelecimento HJ Guaraná Restaurante, portando uma arma de fogo e, abordando a vítima, Daiane Sousa de Araújo, subtraindo-lhe um colar.

Roberval Nogueira da Silva, marido de Daiane, presenciando o fato e por ser policial militar, abordou José Carlos por trás, portando uma arma de fogo e dando-lhe voz de prisão. Contudo, José reagiu e efetuou um disparo contra Roberval, atingindo-o no tórax, ocasionando a sua morte. José Carlos também foi atingido pela vítima Roberval na mão esquerda.

Após diligências, José Carlos foi encontrado em uma residência na Vila Dilma Roussef, na região da Santa Maria da Codipi.

O capitão Nogueira atuava na banda de música do CFAP (Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças) da Polícia Militar.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB