Mundo

Homem é condenado a 35 anos de prisão por postagens no Facebook

O homem, identificado apenas como Wichai, postou fotos, vídeos e fez comentários que difamavam o então rei do país, Bhumibol Adulyadej, morto em outubro de 2016.

SUYNARA OLIVEIRA

- atualizado

Um homem identificado como Wichai foi condenado a 35 anos de prisão na Tailândia, devido a postagens no Facebook que foram consideradas ofensivas. A sentença foi dada nesta sexta-feira (09). Wichai, segundo as autoridades do país, postou fotos, vídeos e fez comentários que difamavam o então rei do país, Bhumibol Adulyadej, morto em outubro de 2016.

Ele está preso desde dezembro do ano passado, sob acusação do crime de lesa majestade, já que no país é proibido criticar publicamente membros da realeza na Tailândia, segundo informações da organização iLaw.

  • Foto: Sukree Sukplang/ReutersRei Bhumibol Adulyadej, morto em outubro de 2016Rei Bhumibol Adulyadej, morto em outubro de 2016

De acordo com a Veja, a instituição tailandesa atua na defesa da liberdade de expressão no país. A iLaw tentou acompanhar o julgamento do caso nesta sexta na capital do país, Bangcoc, mas foi barrada, juntamente com jornalistas.

Wichai foi acusado pela promotoria militar do país de publicar o conteúdo ofensivo entre setembro e outubro de 2015, onde foram identificadas 10 postagens com conteúdo irregular, veiculado por ele através de um perfil no Facebook com nome e foto falsos.

Por cada crime, Wichai recebeu uma pena de 7 anos, mas a sentença final foi reduzida pela metade. Segundo a iLaw, Wichai é graduado em administração industrial e trabalhava em uma empresa privada.

Mais conteúdo sobre: