Piauí - Teresina

Hospital Getúlio Vargas realiza mutirão ortopédico neste sábado

Mais de 2.300 pessoas já foram beneficiadas com mutirões.

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) realiza mais um mutirão ortopédico neste sábado (12). A meta é beneficiar mais 30 pacientes do Ambulatório Integrado e da urgência. Desde 2015, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) vem investindo nos mutirões cirúrgicos no HGV com o objetivo de diminuir o tempo de espera por um procedimento especializado no hospital. Mais de 2.300 pessoas já foram beneficiadas.

"Em 2015, existiam 2.300 pessoas na fila de espera por um procedimento cirúrgico no HGV na área de ortopedia, o tempo médio de espera era de até 2 anos. Hoje, existe uma média de 300 pessoas aguardando e o tempo médio é de 40 dias", explica a diretora-geral do HGV, Clara Leal.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Hospital Getúlio VargasHospital Getúlio Vargas

“A fila da ortopedia andou, assim como a de outras especialidades. A população reage com entusiasmo quando a fila anda. O usuário tem que ser bem servido e, com o mutirão, isso foi possível”, destaca a diretora.

Somente este ano, já foram realizados 30 Mutirões, com 860 pessoas beneficiadas. Em 2016, foram 54 mutirões, com 1.500 pessoas beneficiadas.

Para o coordenador da Clínica Ortopédica do HGV, Wilson Rodrigues, o mutirão é uma estratégia da Saúde que permite uma ação imediata e concentrada, acelerando o processo de atendimento, para que a fila ande. “É um esforço do Sistema Único da Saúde para equacionar o problema das filas em diversas especialidades”, explica o cirurgião.

Mais conteúdo sobre: