Piauí - Teresina

Hospital São Marcos não atenderá mais urgências oncológicas

Diante da decisão, a rede hospitalar do município de Teresina deve assumir este tipo de atendimento.

RAFAEL GALVÃO

- atualizado

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) informou nesta sexta-feira (16) por meio de nota, que o Hospital São Marcos tomou a decisão de não atender mais, através do SUS, as intercorrências clínicas oncológicas.

Sílvio Mendes, presidente da fundação, disse ao GP1 que o São Marcos ainda não confirmou a informação. "Esse hospital filantrópico tem isenção de 25% de suas obrigações sociais e vem enfrentando dificuldades há alguns anos, e agora de forma unilateral, está fechando suas portas", contou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Sílvio MendesSílvio Mendes

Ele afirmou ainda que o hospital será notificado. "Ele [São Marcos] vai ser notificado formalmente, vamos saber o que de verdade tem nessa história, já que até agora só tenho informações através da imprensa", afirmou Sílvio Mendes.

Diante da decisão, a rede hospitalar do município de Teresina deve assumir este tipo de atendimento para não deixar a população sem assistência. São consideradas intercorrências clínicas oncológicas todas as reações provenientes dos tratamentos de câncer como febres, pneumonias, dores abdominais. Estes sintomas ocorrem muitas vezes por conta das quimioterapias e radioterapias que provocam, entre outras coisas, a queda da imunidade.