Piauí

HU da UFPI se posiciona sobre morte da vice-prefeita de Parnaguá

O HU ressaltou que, apesar de não ter resistido, a vice-prefeita foi socorrida com todos as medidas possíveis em tempo hábil.

THAIS GUIMARÃES

- atualizado

O Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI) se posicionou por meio de nota informativa sobre a morte da vice-prefeita do município de Parnaguá, Marisvan de Sousa Araújo, que foi a óbito nas dependências do HU na tarde dessa terça-feira (26).

  • Foto: Facebook/Marisvan AraújoVice-prefeita de Parnaguá, Marisvan AraújoVice-prefeita de Parnaguá, Marisvan Araújo

O hospital explica que Marisvan foi submetida a um procedimento endoscópico terapêutico e “apresentou uma intercorrência clínica e parada cardiorrespiratória, com evolução para óbito”. O HU ressalta que, apesar de não ter resistido, a vice-prefeita foi socorrida com todos as medidas possíveis em tempo hábil.

Por fim, o hospital lamenta o falecimento de Marisvan e estende cumprimentos a amigos e familiares.

Leia a nota:

O Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI) informa que paciente que fora se submeter a procedimento endoscópico terapêutico apresentou uma intercorrência clínica e parada cardiorrespiratória, com evolução para óbito, mesmo utilizando-se todos os meios e medidas terapêuticas adequadas e em tempo hábil. A Superintendência do HU-UFPI, bem como sua equipe multiprofissional, lamentam o falecimento e se solidarizam com familiares e amigos.

Entenda

Marisvan de Sousa Araújo, de 36 anos, morreu na tarde dessa terça-feira (26) enquanto realizava uma endoscopia no HU. A irmã da vice-prefeita explicou que Marisvan estava em Teresina se submetendo a uma série de exames médicos. Ela também contou que a irmã estava com o esôfago e o estômago feridos, pelo fato de ter ingerido soda cáustica meses atrás.