Piauí - Teresina

HUT registra aumento de 100% nos atendimentos neste fim de semana

O diretor geral do HUT, Dr. Gilberto Albuquerque, explicou que o aumento nesse tipo de atendimento é considerado normal no início de cada mês, mas o início de julho foi atípico.

- atualizado

Durante o último final de semana, o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) realizou 22 atendimentos às vítimas de trauma e 84 vítimas de acidentes com motocicletas. Se comparado com o final de semana anterior, esses números representam um aumento de 100% e 50%, respectivamente, nos atendimentos. No total, foram 304 atendimentos e 63 cirurgias, um aumento de 7% e 23%.

O diretor geral do HUT, Dr. Gilberto Albuquerque, explicou que o aumento nesse tipo de atendimento é considerado normal no início de cada mês, mas o início de julho foi atípico. “Ficamos surpresos com esse aumento da demanda de vítimas de trauma em um final de semana considerado normal. Como somos referência para todo o Piauí, para esse tipo de atendimento, estamos sempre preparados para atender grandes demandas. Conseguimos atender todos com a mesma resolutividade”, explicou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Gilberto AlbuquerqueGilberto Albuquerque

No feriado de Corpus Christi, no mês de junho, o HUT registrou um aumento de 160% no atendimento de vítimas de espancamento e 140% de vítimas de arma de fogo, em comparação ao mesmo período do ano passado. Foram atendidas 41 pessoas vítimas de agressão física, dentre as quais 13 foram vítimas de espancamento, 12 de arma de fogo e 16 de arma branca. Com relação aos acidentes de trânsito, foram atendidas 134 vítimas, sendo 109 vítimas de acidentes com motocicletas, 10 vítimas de acidentes com carro e 15 atropelamentos.

Para agilizar ainda mais o atendimento para pacientes considerados graves, o HUT abriu no começo desse ano um acesso exclusivo. Essa medida facilitou a entrada do paciente à sala de estabilização e diminuiu o tempo de resposta das equipes.

  • Foto: Lucas Dias/GP1HUTHUT

De acordo com o gerente do Pronto Atendimento do HUT, Nagele Lima, especialista em urgência e emergência e cardiologia, um paciente grave precisa de um atendimento mais rápido e a medida está otimizando esse fluxo. “Agora, quando um paciente grave chega ao HUT, na ambulância de suporte avançado do SAMU, ele tem acesso direto a sala de estabilização. Nesse local ficam de plantão 24 horas profissionais especializados com capacidade de realizar todos os procedimentos necessários para estabilizar o paciente de forma otimizada”, finalizou.

Mais conteúdo sobre: