Mundo

Irã testa novo míssil após críticas do presidente Donald Trump

O presidente Hassan Rohani afirmou que seu programa militar é apenas defensivo e que o Irã vai aumentar sua capacidade militar e reforçar seus programas de armas, incluindo o de mísseis.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

O Irã realizou com sucesso neste sábado (23) um teste com um míssil balístico que possui um alcance de 2 mil quilômetros e é capaz de carregar várias ogivas nucleares. O teste foi uma resposta às recentes declarações realizadas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que o seu país poderia sair de um acordo nuclear firmado em 2015.

Nesse acordo, o Irã concordou em limitar seu programa nuclear, desde que os EUA e outras potências mundiais suavizassem ou retirassem as sanções econômicas impostas ao país. Para Trump, o acordo nuclear não estava sendo cumprido e disse que os Estado Unidos iria se retirar do acordo firmado em 2015, informou o G1.

  • Foto: ReutersHassan RohaniHassan Rohani

Após essa declaração, o presidente Hassan Rohani afirmou que seu programa militar é apenas defensivo e que o Irã vai aumentar sua capacidade militar e reforçar seus programas de armas, incluindo o de mísseis. "Não precisamos da permissão de ninguém para defender a nossa pátria", afirmou Rohani.

Trump já havia revelado que o acordo firmado na gestão de Barack Obama era vergonhoso e que seu governo pode abandoná-lo se suspeitar que ele "proporciona cobertura para uma eventual construção de um programa nuclear". "Francamente, esse acordo é uma vergonha para os EUA, e não acredito que os senhores tenham ouvido a minha última palavra a respeito", disse Trump.

Mais conteúdo sobre: