Brasil

Irmã de Aécio Neves é transferida para penitenciária de BH

Andrea Neves é apontada como operadora do irmão nas investigações da Lava Jato.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

A irmã e assessora do senador Aécio Neves (PSDB-MG), Andrea Neves chegou por volta das 14h30 desta quinta-feira (18), no Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, em Belo Horizonte.

Ela foi presa por agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal na manhã de quinta-feira no condomínio Retiro das Pedras, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O primo de Aécio e Andrea, Frederico Pacheco de Medeiros, também foi preso em casa, em Belho Horizonte.

O assessor parlamentar e cunhado do senador Zeze Perrella (PMDB-MG), Mendherson Souza Lima, foi preso em Belo Horizonte durante o cumprimento de mandados da Operação Patmos, deflagrada pela Polícia Federal nesta quinta-feira após as delações do grupo empresarial JBS, dos irmãos Joesley e Welsey Batista.

  • Foto: Daniel Teobaldo/Futura Press/Estadão ConteúdoAndrea NevesAndrea Neves

De acordo com informações do G1, Andrea chegou escoltada ao presídio feminino, que fica no bairro Horto, Região Leste de Belo Horizonte. Antes, ela foi submetida a um exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), onde foi "recebida" por um grupo de manifestantes que gritavam "bandida".

A Secretaria Estadual de Administração Prisional de Minas Gerais, Andrea ficará em uma ala separada do pavilhão principal, dado o tipo de crime do qual ela é suspeita, das condições de sua prisão e repercussão do caso. A irmã de Aécio, que é jornalista e sua principal assessora, foi presa porque há suspeitas de que ela tenha pedido dinheiro ao empresário Joesley Batista, dono do grupo JBS, em nome do irmão. Ela é considerada operadora do senador nas investigações da Lava Jato.