Política

João Henrique ressalta dificuldade do PMDB em compor como vice

"Acho que ainda vão ter problemas insuperáveis", analisou o ex-ministro.

GERMANA CHAVES

- atualizado

O presidente do Conselho Nacional do Sesi e ex-ministro dos Transportes, João Henrique de Almeida Sousa, comentou mais um episódio polêmico envolvendo o PMDB que hoje integra a base do Governo Wellington Dias (PT). O problema desta vez, ocorreu quando membros do PP ressaltaram o interesse de ocupar duas vagas, a de vice-governador e senador, na chapa majoritária que será encabeçada pelo petista nas eleições de 2018.

“É mais um ponto de dificuldade, por isso, sempre divulguei que o PMDB encontraria dificuldades para compor com o Governo. Daí, eu não acreditar nesta composição. Acho que ainda vão ter problemas insuperáveis. Mas, a gente vai ao longo do tempo, conversando”, avaliou o ex-ministro.

  • Foto: Lucas Dias/GP1João Henrique AlmeidaJoão Henrique Almeida

Como é de domínio público, o PMDB governista, desde que começou o “namoro” com Wellington Dias, deixou claro que pretende indicar o presidente da Assembleia Legislativa do estado do Piauí, Themístocles Sampaio Filho, como pré-candidato a vice-governador. Com isso, são dois importantes partidos da base do PT almejando o mesmo espaço.

Vale ressaltar também que o PP já ocupa os dois espaços aqui mencionados, com Margarete Coelho como vice-governadora e Ciro Nogueira Filho como senador. Contudo, as duas vagas foram conquistadas em eleições distintas.


MAIS NA WEB