Piauí - Anísio de Abreu

Juiz condena ex-chefe dos Correios a 9 anos de prisão no Piauí

A sentença do juiz federal Francisco Hélio Camelo Ferreira, da 1ª Vara Federal, foi dada em 12 de maio deste ano.

RAISA BRITO

O juiz federal Francisco Hélio Camelo Ferreira, da 1ª Vara Federal, condenou a ex-chefe da agência dos Correios de Anísio de Abreu, Polyana Barreto Ribeiro Doudement pelo crime de peculato (desvio de dinheiro público) a pena de 9 anos e 3 meses de reclusão. A sentença foi dada em 12 de maio deste ano.

Segundo denúncia do Ministério Público Federal, inquérito da Polícia Federal constatou que Polyana, utilizando-se da condição de chefe da agência dos Correios de Anísio de Abreu, nas mesmas condições de tempo, lugar e modo de execução, por 116 vezes, no período de 14 de abril de 2000 a 8 de outubro de 2004, apropriou-se de R$ 27.459,00 correspondente ao montante de benefícios previdenciários de falecidos que tinha a posse em razão do cargo que ocupava.

Para ocultar a apropriação, a acusada inseriu em comprovantes de pagamentos informações ideologicamente falsas, como número de carteira de identidade e de trabalho, ou ainda, apôs sua digital para criar a aparência de que os próprios beneficiários ou seus procuradores teriam recebido os valores, maneira de, assim, alterar a verdade sobre o fato juridicamente relevante.

Polyana apresentou defesa alegando que em 2000 não servia na agência de Anísio de Abreu e sim na agência de Lagoa do Barro, sendo que os fatos que envolvem a beneficiária Gerusa Sousa ocorreram neste período e que no ano de 2004 esteve afastada de março a outubro por motivo de licença, portanto não poderia ter feito os saques naquele período.

A ex-gerente ainda foi condenada ao pagamento de 25 dias-multa no valor de 1/10 do salário mínimo vigente à época do fato, devendo ser paga 10 dias após o trânsito em julgado da sentença.

O magistrado ainda concedeu o direito da ré recorrer da sentença em liberdade.


MAIS NA WEB