Piauí - Teresina

Juiz condena três homens pela morte de cobrador de ônibus em Teresina

A sentença do juiz de direito em exercício na 3ª Vara Criminal de Teresina, Luís Henrique Moreira Rêgo, foi dada em 2 de agosto deste ano.

BRUNNO SUÊNIO

- atualizado

O juiz de direito em exercício na 3ª Vara Criminal de Teresina, Luís Henrique Moreira Rêgo, condenou três homens pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte) contra o cobrador de ônibus Aloísio Brito Rodrigues, em 2014. A sentença foi dada em 2 de agosto deste ano.

Arnold Santana de Sousa, José Augusto da Cruz Brandão Silva e Luís Henrique Silva Oliveira foram condenados, cada um, a pena de 22 anos e seis meses de reclusão e pagamento de 12 dias-multa.

A pena deverá ser cumprida na penitenciária Irmão Guido. Foi concedido a José Augusto o direito de recorrer em liberdade, já em relação aos outros condenados foi negado o benefício.

Segundo o magistrado, o que restou claro no decorrer do processo é que os réus tiveram a intenção, desde o início, de cometer um mero assalto e, diante da reação inesperada da vítima (ataque de porrete contra os assaltantes), resolveram matá-la.

O crime

O cobrado de ônibus, Aloísio Brito Rodrigues, 53 anos, foi morto a facadas por volta das 5h20 de 10 de março de 2014, no cruzamento das Ruas Rui Barbosa e Anísio Pires, no bairro Nova Brasília, zona Norte de Teresina.

Segundo o irmão de Aloísio, Raimundo Brito Rodrigues, 59 anos, a vítima trabalhava há 18 anos na Empresa Emtracol e estava fazendo caminhada no momento que foi morto. "É muito triste, é uma situação que revolta, porque era trabalhador, ele fazia caminhada todas as manhãs e bandidos chegam e matam um cidadão", relatou.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB