Piauí - Teresina

Juiz determina doação de alimentos apreendidos com PRF no Piauí

A decisão do juiz federal Francisco Hélio Camelo Ferreira, da 1ª Vara Federal, é desta sexta-feira (06).

RAISA BRITO

O juiz federal Francisco Hélio Camelo Ferreira, da 1ª Vara Federal, determinou que os produtos apreendidos com o policial rodoviário federal Eraldo de Castro Brandão, preso acusado de corrupção passiva, sejam encaminhados a uma instituição beneficente. A decisão é desta sexta-feira (06).

A Polícia Federal formulou pedido solicitando que as frutas e verduras, avaliadas em R$ 73,01, fossem doadas para o pessoal contratado/terceirizado da sede da PF. O Ministério Público Federal emitiu parecer favorável à doação dos alimentos a uma entidade beneficente.

O magistrado então determinou que os alimentos sejam doados ao abrigo de idosos Casa São José, situada na rua Orlando Carvalho, bairro Santa Isabel, em Teresina.

Prisão

O PRF Eraldo Brandão foi preso, no dia 28 de setembro, enquanto trabalhava no posto de Campo Maior, onde estava lotado. A prisão foi feita pela Corregedoria da Polícia Rodoviária Federal no Piauí.

  • Foto: Facebook/Eraldo BrandãoEraldo BrandãoEraldo Brandão

As investigações foram iniciadas em Brasília, de onde foram deslocados integrantes da Corregedoria Nacional da Polícia Rodoviária Federal para acompanhar a prisão de Eraldo.

Segundo o corregedor regional da PRF no Piauí, Francisco Sobrinho, as investigações iniciaram a partir de denúncias: “O que iniciou o procedimento foram algumas denúncias que chegaram, não só na Corregedoria Geral via ouvidoria, mas também por terceiros aqui na corregedoria regional e daí em diante iniciou-se o processamento dessas informações, visando verificar se realmente existiam indícios suficientes para que pudesse haver algum procedimento investigatório”, relatou.

O PRF pagou fiança e já está em liberdade.

MAIS NA WEB