Piauí - Teresina

Juiz mantém liberdade de envolvido na morte de Leandro César

A decisão do juiz de direito Washington Luiz Gonçalves Correia, da 8ª Vara Criminal de Teresina, é desta segunda-feira (28).

RAISA BRITO

- atualizado

O juiz de direito Washington Luiz Gonçalves Correia, da 8ª Vara Criminal de Teresina, manteve a decisão do juiz Almir Abib Tajra Filho, que concedeu liberdade provisória a Jonnes Eduardo da Silvaao acusado de envolvimento no crime de latrocínio (roubo seguido de morte) contra o empresário Leandro César de Sousa Gonçalves. A decisão é desta segunda-feira (28).

Maria do Socorro Rodrigues de Sousa Gonçalves, assistente de acusação, ingressou com Recurso em Sentido Estrito contra a decisão que concedeu a liberdade provisória ao acusado.

  • Foto: Facebook/ Leandro SousaLeandro César SousaLeandro César Sousa

O magistrado destacou que “reexaminando os autos, concluo que não deve ser modificada a decisão recorrida”.

“Os fundamentos para concessão da Liberdade Provisória do acusado Jonnes Eduardo da Silva, ao contrário do que aduz a assistente de acusação, estão entre os do art. 316 do Código de Processo Penal, vez que entende este Juízo que são ausentes os motivos para manter a prisão do referido acusado”, explicou o magistrado.

O crime

O proprietário do depósito LM Bebidas e Gás, Leandro César, foi morto a tiros após reagir a uma tentativa de assalto, no dia 20 de fevereiro deste ano. A vítima vinha da cidade de Demerval Lobão com mais de 20 mil reais dentro de seu veículo, quando foi abordada por uma dupla que estava em uma motocicleta, na rua 4 do bairro lourival Parente.

Leandro reagiu batendo o carro contra a moto. Um dos bandidos caiu e o outro atirou contra o empresário, que foi atingido por dois disparos na cabeça, que não resistiu e morreu no local.

Seis pessoas foram indiciadas pela morte do empresário: Francisco das Chagas de Oliveira Filho (Tanquinho), Sanatiel Abreu Rocha (Pequeno), André Vieira da Silva (Loirinho), Jones Eduardo da Silva (John John), Yasmin Abreu Rocha e Caio.

MAIS NA WEB