Entretenimento

Justiça obriga Google a remover imagens de Cristiano Araújo morto

Artista e a namorada morreram em acidente na BR-153 em 2015.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

O Tribunal de Justiça negou um recurso do Google e manteve a decisão que obriga a empresa a retirar imagens do cantor Cristiano Araújo morto. O artista e a namorada, Allana Moraes, morreram em 2015, em um acidente de carro na BR-153, em Goiás.

De acordo com informações do G1, o processo, movido pelo pai do sertanejo, João Reis de Araújo, começou no dia 1º de outubro de 2015. O objetivo é retirar as fotos e vídeos que mostram a preparação do corpo do cantor para o velório, feitas por técnicos.

  • Foto: DivulgaçãoCristiano AraújoCristiano Araújo

O juiz Carlos Roberto Fávaro disse na decisão, do último dia 8, que “tanto é possível o atendimento à medida judicial, que basta citar, analogicamente, a determinação judicial de bloqueio de compartilhamento de arquivos com fotos e vídeos, na seara criminal, para fins de evitar a disseminação da necrofilia”.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB