Política

"Karnak vai ter dificuldade de manter a base", adverte Robert Rios

"O que o Robert fala a gente não escreve não. O governador Wellington Dias é quem comanda e ele é procurado pelas forças políticas, se ele é procurado é porque ele acolhe”, rebateu João de Deus.

GERMANA CHAVES E LUCAS MARREIROS

- atualizado

O deputado estadualRobert Rios Magalhães (PDT) disse aoGP1 que existe uma clara tentativa de desarrumar a oposição piauiense. Ele afirmou que o assédio aos membros oposicionistas é uma prova de querem desmontar o grupo que promete apresentar nomes competitivos para as eleições do próximo ano.

O parlamentar acredita que o ambiente político atual será um componente a mais e de extrema importância para que os adversários ao Palácio de Karnak lograrem êxito no próximo pleito.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Robert Rios Robert Rios

“Temos mais nomes do que vagas. Na oposição contamos com o João Henrique, João Vicente, Freitas Neto, Robert Rios, Wilson Martins, ou seja, tem muita gente. Temos tudo para vencer a eleição já que a situação é bem favorável e contamos com um time forte unido e coeso, um ambiente político favorável. Querem desarrumar a oposição e como se faz isso? Convidando todo mundo da oposição para se incorporar ao Karnak”, desabafou o deputado estadual, que também é líder da oposição.

Robert Rios deixou claro que acredita na chegada de partidos que hoje integram o Governo do Estado. “Acho que o Karnak vai ter dificuldade de manter a base que é muito ampla. Aliado a isso, o quadro partidário mudará em março quando as pessoas vão se transferir de um partido para outro. Aí é que vamos saber como ficará a oposição. Antes disso não podemos ter uma posição fechada, mas estamos nos movimentando e andando todo o Piauí”, afirmou o pedetista.

Líder do Governo

O líder do Governo, deputado João de Deus (PT), disse não dar importância a advertência do deputado Robert Rios. "O que o Robert fala a gente não escreve não. Ele todo dia muda de opinião, todo dia tem uma posição diferente. O PT nunca foi atrás de oposição. O governador Wellington Dias é quem comanda e ele é procurado pelas forças políticas, se ele é procurado é porque ele acolhe”, rebateu.

  • Foto: Lucas Dias/GP1João de Deus João de Deus

Para João de Deus, as alianças do Governo têm se formado com aqueles que querem ajudar. “O PMDB está com a gente em parte, não é a totalidade, mas está lá, votando com a gente. Enfim, da mesma forma que forças políticas estão participando do Governo outras estão na oposição, como o PSB e o PSDB. O PDT está no Governo, mas ele, Robert, é contra, então deixa o Robert pensar assim", finalizou.

MAIS NA WEB