Política

Leitura de parecer de denúncia contra Temer é adiada para agosto

Pela proximidade com o recesso, somente 14 parlamentares compareceram, impedindo a abertura dos trabalhos na Casa.

BRUNA VELOSO

- atualizado

O parecer sobre a denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) não será lido no plenário da Câmara nesta segunda-feira (17), data para a qual estava marcada, por falta de quórum. Como o Congresso Nacional entrará em recesso a partir desta terça-feira (18), a leitura só poderá ser realizada a partir do dia 1º de agosto, quando os parlamentares devem retomar às atividades legislativas.

Para que a sessão desta segunda fosse aberta e a denúncia fosse lida no plenário, era necessária a quantidade mínima de 51 dos 513 deputados registrando presença. Porém, pela proximidade com o recesso, somente 14 parlamentares compareceram, impedindo a abertura dos trabalhos na Casa.

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoMichel TemerMichel Temer

Após ser lido no plenário, o parecer da denúncia será publicado no Diário Oficial da Câmara e a previsão é de que seja votado já no dia seguinte, 2 de agosto. Para que a denúncia seja aceita, são necessários 342 votos de deputados e caso isso aconteça, o Supremo Tribunal Federal (STF) também terá de decidir se aceita ou não. Se o STF aceitá-la, Temer se tornará réu e será afastado do cargo por 180 dias.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB