Brasil

Locador de apartamento usado por Lula é laranja, indica Receita

A análise feita pela Receita aponta que Glauco da Costamarques, não tinha renda para comprar um terreno que seria destinado ao Instituto Lula.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

Análise da Receita Federal aponta que o dono do apartamento vizinho ao de Lula, o empresário e engenheiro Glauco da Costamarques, não tinha renda para comprar um terreno que seria destinado ao Instituto Lula e nem o imóvel ao lado ao do ex-presidente.

Costamarques comprou o apartamento e os direitos do terreno em 2010. Segundo informações da Folha, ele pagou R$ 504 mil pela cobertura vizinha à de Lula e R$ 6,6 milhões pelo terreno. Neste ano, ele registrou um prejuízo de R$ 3.800 em atividades rurais, e seus rendimentos foram de R$ 57,2 mil, segundo a análise fiscal.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Lula em Teresina Piauí Lula em Teresina Piauí

A Receita Federal suspeita de três das principais fontes de recursos de Costamarques. São elas dois empréstimos feitos pelos dois filhos, num total de R$ 1,66 milhão, e R$ 800 mil pagos por uma construtora de Salvador, que era usada pela Odebrecht para distribuir propina.

“Há razoável suspeita de que em alguns anos, principalmente 2010,2011 e 2013, além da possibilidade de sonegação de receitas, as contas bancárias de Glaucos da Costamarques podem ter sido utilizadas apenas como interposição para passagem de expressivos valores de terceiros”, diz o texto da Receita.

Mais conteúdo sobre: