Política

Lula presta depoimento como testemunha de Gleisi Hoffmann

A ação apura se a campanha de Gleisi ao Senado Federal, em 2010, recebeu 1 milhão de reais de origem ilícita.

SUYNARA OLIVEIRA

- atualizado

Nesta sexta-feira (07), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prestou depoimento como testemunha em uma ação que tem como réus a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e seu marido, o ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo.

Lula estava acompanhado do advogado Cristiano Zanin Martins. Ivo da Motta Azevedo Correa e Beto Ferreira Martins Vasconcelos, que ocuparam cargos de confiança na Casa Civil durante os governos petistas, também foram ouvidos como testemunhas.

  • Foto: Werther Santana/Estadão ConteúdoLulaLula

De acordo com a Veja, o ex-presidente prestou depoimento por cerca de meia hora no processo que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) e que apura se a campanha de Gleisi ao Senado Federal, em 2010, recebeu 1 milhão de reais de origem ilícita. A verba seria originária de irregularidades em contratos da Petrobras.

Gleisi e Bernardo respondem pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Na última quarta-feira, a senadora tomou posse como presidente do PT.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Senadora Gleisi Hoffmann Senadora Gleisi Hoffmann

Entre os anos de 2011 e 2014, no governo Dilma Rousseff, Gleisi chefiou a Casa Civil. A senadora nega que a campanha ao Senado tenha recebido repasses ilegais. A defesa de Bernardo afirma que provará a inocência do ex-ministro ao longo do processo.

O advogado Cristiano Zanin Martins deixou o fórum sem falar com a imprensa, mas comentou o depoimento do ex-presidente em sua conta no Twitter. “Depoimento de Lula hoje reforçou que os diretores da Petrobras foram eleitos por unanimidade pelo Conselho de Administração da companhia”, disse.

MAIS NA WEB