Política

Maia Filho e Paes Landim votam pela rejeição de denúncia

Os dois deputados piauienses fazem parte da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

Maia Filho (PP) e Paes Landim (PTB) votaram, nesta quinta-feira (13), contra o relatório do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), que se manifestava favorável à denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer (PMDB).

Os dois deputados piauienses fazem parte da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, que foi a responsável pela votação do relatório. Em entrevista ao GP1, o deputado Maia Filho explicou que seu voto contra a denúncia é porque entende que o afastamento de Temer do governo causaria muita instabilidade ao país e disse que não há provas suficientes para ligar o presidente a mala de dinheiro.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Deputado Maia FilhoDeputado Maia Filho

“Eu votei a favor, porque acho que para tirar um presidente tem que ter fatos irrefutáveis, tem que ter prova material. Apesar da maioria da população querer tirar o presidente, não existe uma prova concreta e isso vai gerar uma instabilidade no Brasil. Se a denúncia fosse aceita ele seria afastado por 180 dias e o Rodrigo Maia assumiria a presidência. Se o Supremo não acatasse a denúncia, ele teria que voltar para a presidência, mas se o STF aceitasse, ele teria que sair do governo e o país passaria por uma nova eleição. Tudo isso causaria muita instabilidade”, destacou.

Para o parlamentar, não há provas suficientes contra Temer. “Temos que levar em consideração que existe a questão do princípio da inocência e que todos são inocentes até que se prove o contrário e a tese elencada pelo Ministério Público foi outro princípio. O Ministério Público construiu uma denúncia com uma intepretação de que ele estaria recebendo recurso, mas para acatar essa denúncia tem que ter prova, pois consequência é imediata, não pode ter dúvidas. O que o PP fechou foi que não há provas”, explicou.

Votação

Na votação, 40 votos foram contra o parecer do deputado Sergio Zveiter, enquanto 25 foram favoráveis e um deputado se absteve de votar. Devida a essa decisão, foi para votação um segundo relatório, que foi feito por Paulo Abi-ackel (PSDB-MG), onde ele se manifestava pela rejeição da denúncia contra Temer. Esse relatório recebeu 41 votos favoráveis e 24 contras. Os dois deputados piauienses votaram a favor desse relatório.

Mais conteúdo sobre: