Política

Maioria dos candidatos em Teresina não prestou contas

A informação faz parte de um levantamento parcial divulgado pelo cartório da 2ª Vara Eleitora do PI

Do GP1
Jornal O Dia

Mais da metade dos candidatos eletivos Teresina no pleito deste ano, deixou de apresentar a prestação de contas dentro do prazo estipulado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A informação faz parte de um levantamento parcial divulgado ontem pelo cartório da 2ª Vara Eleitoral do Piauí. Entre os faltosos, dois que disputaram a Prefeitura da capital: Ismar Tavares (PCB) e Major Avelar (PSL).

As prestações de contas de todos os candidatos deveriam ter sido apresentadas até a última terça-feira, caso contrário o candidato ficaria inadimplente. Em Teresina, dos 312 candidatos, sendo 296 a vereador e seis a prefeito, somente 154 fizeram a entrega dentro do prazo. Com isso, o índice de faltosos ficou em 53,8%. “O levantamento ainda não é concluso, mas mesmo assim é um número considerado alto”, disse
Adriano Almeida, chefe do cartório.

De acordo com Adriano, a partir desta quintafeira o órgão estará emitido um ofício notificando todos os candidatos que não apresentaram as contas, até o dia quatro deste mês, para que o faço em um prazo máximo de 72h, corridos. “Caso contrário, o candidato ficará inadimplente com a Justiça Eleitoral e passivo de algumas penalidades, como a não retirada da certidão de quitação, por exemplo”, apontou.

O chefe do cartório disse ainda que os candidatos retardatários não estão passíveis de multas, porém, conforme interpretação do juiz eleitoral da zona, poderão ficar inelegíveis até a quitação do mesmo. Só não estavam obrigados a apresentar a prestação de contas final na última terça-feira os candidatos a prefeito que participaram da disputa no segundo turno. Nesse caso, os candidatos têm até o dia 25 de novembro. Teresina não teve segundo turno.

Já na hipótese de contas rejeitadas, segundo lei eleitoral, o candidato ficará quatro anos sem receber quitação eleitoral, sanção que também será aplicada àqueles que se abstiverem de cumprir o dever legal de prestar contas da campanha eleitoral. A conseqüência imediata da ausência de quitação no mencionado prazo é a impossibilidade de registrar candidatura no período especificado.


Link do texto:

Maioria dos candidatos em Teresina não prestou contas
http://www.gp1.com.br/noticias/maioria-dos-candidatos-em-teresina-nao-prestou-contas-49810.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.