Brasil

Mais de 350 mil pessoas deixam suas casas por causa das chuvas no Brasil. confira!

Ao todo, 44 pessoas morreram em decorrência das enchentes.

do GP1
Folha Online

As chuvas que atingem grande parte do Brasil há mais de um mês já fizeram com que 354.049 pessoas deixassem suas casas em 13 Estados. Ao todo, 44 pessoas morreram em decorrência das enchentes, segundo balanço divulgado da Sedec (Secretaria Nacional de Defesa Civil), do Ministério da Integração Nacional.

Do total de pessoas atingidas, 236.757 estão desalojadas hospedadas em casas de amigos ou familiares, e 117.292 são desabrigados, ou seja, dependem de abrigos públicos.

Ao menos 393 municípios de 13 Estados Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Acre, Amazonas, Pará e Santa Catarina foram afetados.

No Nordeste, o Maranhão, atualmente, é o Estado que tem o maior número de municípios atingidos (88), seguidos pelo Ceará (79), Piauí (40), Paraíba (28), Rio Grande do Norte (27), Pernambuco (13), Bahia (11), Sergipe (8) e Alagoas (5).

Já no Norte, o Amazonas possui 47 cidades atingidas, somando 50.470 pessoas desalojadas e 9.136 desabrigadas, enquanto no Pará são 35 municípios atingidos e 6.275 desabrigados. De acordo com o Sedec, o Acre possui dois municípios atingidos e registra 2.105 desabrigados e 1.695 desalojados.

O Sedec afirmou que 139.150 cestas básicas já foram enviadas para auxiliar os afetados pelas chuvas, além de 1,4 milhões de itens como colchões, cobertores, travesseiros, fronhas, lençóis, filtros, lonas e mosquiteiros.

Previsão

De acordo com alerta da Defesa Civil Nacional, a terça-feira será marcada por temporais em 12 Estados. São eles: Pará, Tocantins, Mato Grosso, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.

Em todos os Estados, as chuvas podem vir acompanhadas de rajadas de vento forte e descargas elétricas. Em algumas áreas isoladas, não está descartada a possibilidade de ocorrer queda de granizo.

O órgão recomenda que a população evite áreas de alagamento e regiões de encostas e morros, já que as chuvas aumentam os riscos de deslizamentos. Também alerta para que a população evite trafegar por áreas com pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes.

Os alertas preventivos são baseados em informações do Cptec (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos), (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), e do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

Veja como fazer doações para o Nordeste

Cruz Vermelha (para todos o atingidos do Nordeste)

Unibanco
Agência 0472
Conta 235.000-8

Defesa Civil do Piauí

Banco do Brasil
Agência 3791-5
Conta 2004-4

Ceará / Campanha Força Solidária

Caixa Econômica Federal
Agência 3281
Operação 003
Conta 300-1

Banco do Brasil
Agência 3515-7
Conta corrente 11024-8

Banco do Nordeste do Brasil
Agência 016
Conta corrente 29393-8

SOS Maranhão

Caixa Econômica Federal
Agência 0027
Conta corrente 1000-2
Operação 006

Banco do Brasil
Agência 2954-8
Conta corrente 2222-5.

MAIS NA WEB