Piauí - Teresina

Manifestantes incendeiam ônibus durante protesto em Teresina

O ônibus foi incendiado próximo ao Hospital Getúlio Vargas, no centro da capital.

ANDRÉ DOS SANTOS E RAYANE TRAJANO

- atualizado

Protesto contra aumento da passagem de ônibus de Teresina

Um grupo de estudantes se concentrou no final da tarde desta segunda-feira (09) em mais um ato contra o aumento da passagem dos ônibus do transporte coletivo da capital. Desta vez, a concentração dos manifestantes ocorreu próximo à Praça do Fripisa, por volta das 17h30 e seguiu em direção à Frei Serafim, no centro de Teresina. No início da noite, por volta das 18h40, um ônibus foi incendiado próximo ao Hospital Getúlio Vargas, na Frei Serafim.

O ônibus queimado era um dos mais novos da frota, equipado com ar-condicionado. Durante a manifestação, os estudantes diziam gritos de guerra, além de utilizarem cartazes com frases contra o aumento do valor da passagem na capital. Eles também paralisaram o trânsito e proibiram que ônibus e carros passassem pelo entorno da praça, que compreende as ruas Arlindo Nogueira e Coelho Rodrigues.

Um dos jovens, que preferiu não se identificar, considerou o aumento ‘absurdo’. "Estamos manifestando contra esse absurdo de 3,30 passagem. Não concordamos e temos o direito de manifestar". O Corpo de Bombeiros e a tropa de Choque da Polícia Militar foram encaminhados até o local.

A coordenadora do Gerenciamento de Crise da Polícia Militar, tenente-coronel Júlia Soares, afirmou que o movimento já estava enfraquecido quando ocorreu o incêndio ao ônibus. “Não tem como a gente dá garantia para um ato de vandalismo como esse. Ninguém foi preso porque foi um ato isolado, a gente não teve como identificar, mas se tiver uma filmagem a gente vai repassar”, disse.

A coronel também afirmou que novos protestos como o ocorrido hoje serão mais difícieis e que a polícia estará mais atenta. “Eu acho difícil ter outras [manifestações] depois dessa". Esse é o segundo dia de manifestações contra o reajuste do valor da tarifa de ônibus, aprovada pelo prefeito Firmino Filho. Na última sexta-feira (06), manifestantes realizaram passeata pela Avenida Frei Serafim também em protesto contra o aumento.

Decisão do prefeito

O prefeito Firmino Filho (PSDB) assinou decreto na tarde da última quarta-feira (04), após reunião com representantes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) na prefeitura de Teresina. O gestor municipal aprovou o reajuste do valor da passagem de ônibus para o valor R$ 3,30. A tarifa estudantil foi congelada e permanece a R$ 1,05.

Mais conteúdo sobre: