Política

Marcelo Castro defende Lula e compara denúncia de Janot à inquisição

"Por convicção, a inquisição matou milhares de pessoas. A Justiça não pode se guiar por paixão, ideologia ou questões pessoais", alertou Castro.

GERMANA CHAVES

O deputado federal Marcelo Castro (PMDB-PI) saiu em defesa do PT e dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff ao comentar a denúncia do procurador-geral da República Rodrigo Janot que os acusou de formar uma organização criminosa. O parlamentar classificou como “forçada” a afirmação de que o ex-presidente é o chefe do grupo.

“De acordo com que falam na imprensa parece uma coisa muito forçada dizer que o PT é uma organização criminosa e que o Lula é o chefe. Por convicção, a inquisição matou milhares de pessoas. A Justiça não pode se guiar por paixão, ideologia ou questões pessoais. A Justiça tem que ser imparcial e justa. Condenar as pessoas sem provas é um caminho muito perigoso, é preciso ter provas”, disse Castro.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Deputado Marcelo CastroDeputado Marcelo Castro

O deputado federal voltou a citar o caso do apartamento tríplex tido como sendo do ex-presidente da República. “No caso do tríplex que o Moro condenou Lula há mais de 9 anos de cadeia. Qual a prova que ele tem? Essa denúncia agora parece semelhante a outra. Onde estão as provas? Botar o PT como uma organização criminosa, botar o Lula como chefe é forçar muito”, frisou o peemedebista.

Entenda

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhou na terça-feira, 5 de agosto, ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia contra os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, os ex-ministros Antonio Palocci Filho, Guido Mantega, Edinho Silva e Paulo Bernardo, além da senadora Gleisi Hoffman e o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, pelo crime de organização criminosa.

Todos os envolvidos são do Partido do Trabalhadores (PT). A denúncia é baseada nas investigações realizadas na Operação Lava Jato, onde o procurador Rodrigo Janot denunciou os acusados por formação de organização criminosa com o objetivo de desviar dinheiro da Petrobras.


MAIS NA WEB