Política

Marden Menezes pode deixar a presidência do PSDB do Piauí

Depois de quatro anos no comando da sigla, o tucano se reunirá com a bancada estadual do partido e com o prefeito de Teresina Firmino Filho para deliberar sobre o assunto.

GERMANA CHAVES

- atualizado

O deputado estadual do Piauí Marden Menezes preferiu não fazer afirmações quanto ao seu destino na presidência do Diretório do PSDB do Estado. Ele explicou ao GP1, nesta terça-feira (29) que a convenção será antecipada e que isso, consequentemente, adianta as conversas locais.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Marden MenezesMarden Menezes

“As convenções do partido vão ser antecipadas e o diálogo aqui também segue o mesmo ritmo. Meu mandato na presidência do PSDB encerra em novembro e o que vai acontecer vai depender do diálogo com as lideranças do partido, da bancada e do prefeito Firmino Filho”, disse ele. Se for concretizada a saída de Marden do comando tucano, provavelmente, um dos outros dois deputados estaduais do PSDB, Luciano Nunes e Firmino Paulo, deverão substituí-lo.

Plano nacional

A cúpula nacional do PSDB hoje está em total desarmonia. O estopim foram as denúncias de corrupção envolvendo as principais lideranças tucanas do País, a exemplo do senador Aécio Neves, obrigado a deixar o comando central tucano. Tarso Jereissati atualmente dirige a legenda.

MAIS NA WEB