Entretenimento

Menina de 14 anos confessa ataques racistas a filha de Gagliasso

Ela criou um perfil falso usando o nome e as fotos de uma colega.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado
  • Foto: Instagram/Bruno GagliassoBruno Gagliasso, Titi e Giovanna Ewbank Bruno Gagliasso, Titi e Giovanna Ewbank

A polícia do Rio de Janeiro fez na terça-feira (20), uma operação em São Paulo para localizar os suspeitos pelas ofensas racistas contra a filha dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank. De acordo com o G1, os rastros deixados na internet levaram a polícia a um endereço em Guarulhos, na região Metropolitana de São Paulo.

Os investigadores descobriram, em um mês, que as ofensas raciais publicadas em uma rede social partiram de uma adolescente negra de 14 anos. Segundo o depoimento da própria jovem, para publicar os comentários racistas, ela criou um perfil falso e usou o nome e as fotos de uma amiga.

A adolescente disse ainda não se preocupou com as consequências, que fez isso para zoar a amiga e que escolheu o perfil de Giovanna Ewbank de forma aleatória para fazer a brincadeira. Além disso, ela assumiu que possui a consciência de que fez comentários com o cunho racista.

Segundo a delegada do caso, Daniela Terra, a adolescente deve responder uma pena decidida por um juiz da Vara da Infância e Juventude. “Ela vai responder criminalmente de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente. Em nenhum momento ela demonstrou arrependimento. Ela quis não só praticar ofensas contra a filha do Bruno Gagliasso, mas também prejudicar a outra menor que teve o perfil falso criado”, disse a delegada.

O ator Bruno Gagliasso divulgou uma nota em que diz que não se pode ser tolerante com o preconceito e que todas as agressões devem ser denunciadas. E também agradeceu à polícia pela agilidade no esclarecimento do crime.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB