Política

Michel Temer assume negociação política da PEC do Teto

O presidente decidiu fazer a coordenação com o Congresso para a votação do projeto.

NAYRANA MEIRELES

O presidente Michel Temer deve anunciar nas próximas horas o substituto de Geddel e disse a aliados que ele próprio {Michel Temer] fará a coordenação política para a votação da PEC do Teto, considerada fundamental para o ajuste e a recuperação da economia.

Para tentar virar a página da crise política enfrentada pelo governo que se agravou esta semana, auxiliares de Temer têm minimizado o impacto das votações no Congresso e dizem acreditar que a saída de Geddel ajudará a pacificar a crise. “Não é que acabe, mas acalma”, disse um interlocutor.

  • Foto: Renato Costa/Estadão ConteúdoPresidente Michel Temer em reunião com ministrosPresidente Michel Temer em reunião com ministros

Durante a semana, Temer conversou algumas vezes com Geddel e em pelo menos duas vezes, sugeriu que ele deixasse o cargo para se defender das denúncias. “Quem me conhece sabe ser esse o limite da dor que suporto. É hora de sair”, escreveu ao presidente, a quem chamou de “fraterno amigo”. O agora ex-ministro pediu desculpas e disse que diante “da dimensão das interpretações dadas” fez uma “profunda reflexão” sobre o quadro.

A saída de Geddel acontece uma semana depois da saída de Marcelo Calero, do Ministério da Cultura. De acordo com informações do Estadão, na avaliação de interlocutores do presidente, esta foi a demissão que ele mais sentiu porque atinge o “núcleo duro” do Planalto.

Mais conteúdo sobre:

Link do texto:

Michel Temer assume negociação política da PEC do Teto
http://www.gp1.com.br/noticias/michel-temer-assume-negociacao-politica-da-pec-do-teto-405005.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.