Piauí - Teresina

Ministério Público investiga casa de eventos Planeta Diário

A portaria nº 13/2017 foi assinada pela promotora de Justiça Gladys Gomes Martins de Sousa, nesta quinta-feira (13).

BRUNNO SUÊNIO

- atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí abriu procedimento preparatório para investigar a casa de eventos Planeta Diário. A portaria nº 13/2017 foi assinada pela promotora de Justiça Gladys Gomes Martins de Sousa, nesta quinta-feira (13), e o objetivo é apurar a cobrança diferenciada de preços para entrada de homens e mulheres em eventos realizados no Planeta Diário.

O procedimento foi aberto após notícia de que o Planeta Diário vai realizar, nesta sexta-feira (14), evento denominado "Sexta Mundial do Rock" com entrada gratuita de mulheres até as 22 horas.

  • Foto: Facebook/Planeta DiárioFesta será realizada, nesta sexta-feira (14), com entrada gratuita para mulheresFesta será realizada, nesta sexta-feira (14), com entrada gratuita para mulheres

Segundo a portaria, o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor emitiu nota que a "diferenciação de preços entre homens e mulheres configura prática comercial abusiva expressamente tipificada, por importar em diferenciação de preços sem qualquer respaldo legal e lógico”.

A promotora determinou expedição de ofício ao representante da empresa Planeta Diário, requisitando esclarecimentos das práticas denunciadas.

Outro lado

Nenhum responsável pelo Planeta Diário foi localizado para comentar a investigação. O GP1 continua aberto para quaisquer esclarecimentos.


MAIS NA WEB