Brasil

Ministra do STF determina retorno de Anthony Garotinho a hospital

A decisão será levada a apreciação do plenário do Tribunal Superior Eleitoral, na próxima sessão.

RAYANE TRAJANO

A ministra Luciana Lóssio, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), expediu decisão liminar, nesta sexta-feira (18), determinando o retorno do ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinnho, para um hospital. A decisão será levada a apreciação do plenário do Tribunal Superior Eleitoral, na próxima sessão.

A ministra determinou também que “ultrapassado o prazo necessário para a conclusão dos exames e procedimentos médicos acima mencionados antes da conclusão do julgamento da medida liminar pelo plenário da Corte, determino que o paciente permaneça em prisão domiciliar, nos termos do artigo 318, inciso II, do CPP”.

  • Foto: André Dusek/Estadão ConteúdoAnthony GarotinhoAnthony Garotinho

O ex-governador foi transferido para o Complexo Penitenciário de Gericinó, na noite de ontem (17), por decisão do juiz Glaucenir Oliveira, da 100ª Zona Eleitoral de Campos dos Goytacazes (RJ). A ministra entendeu que não cabe ao magistrado avaliar o quadro clínico do acusado.

A prisão

Anthony Garotinho foi preso na manhã da última quarta-feira (16), acusado de compra de votos através de programas sociais, durante as eleições municipais deste ano. O Ministério Público apontou que 18 mil, dos 30 mil beneficiários do programa “Cheque Cidadão” participaram do esquema que gerou um desperdício de R$ 3,5 milhões por mês.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB