Política

Ministra Rosa Weber autoriza inquérito contra o senador José Serra

Rosa Weber tomou a decisão no dia 18 de agosto, mas somente nesta segunda-feira (28) houve andamento processual no STF.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

O Supremo Tribunal Federal (STF), por meio da ministra Rosa Weber, autorizou a abertura de um inquérito para investigar o senador José Serra (PSDB-SP) pelo crime de caixa dois e omissão de dados na prestação de contas na campanha, informou o G1.

Rosa Weber tomou a decisão no dia 18 de agosto, mas somente nesta segunda-feira (28) houve andamento processual no STF. A ministra decidiu autorizar o inquérito após pedido realizado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e que é baseado em delações realizadas por executivos da JBS.

  • Foto: Donaldo Hadlich /Framephoto/Estadão ConteúdoJosé Serra José Serra

As delações fazem parte da Lava Jato, mas como o caso não tem nenhuma relação com as fraudes que estão sendo investigadas, o ministro Luiz Edson Fachin, relator da operação, atendeu ao pedido de Rodrigo Janot e determinou que o processo fosse encaminhado para outro ministro, e Rosa Weber acabou sendo sorteada. Pelos crimes, se condenado, o senador poderá pegar pena de cinco anos de prisão, além da aplicação de multa.

As acusações

Em delação premiada, Joesley Batista, proprietário da JBS, afirmou que fez uma doação para José Serra no valor de R$ 20 milhões à campanha, dos quais somente R$ 13 milhões foram declarados à Justiça Eleitoral no ano de 2010, quando ele disputou contra Dilma Rousseff (PT) na eleição presidencial.

MAIS NA WEB