Política

Ministro diz que reforma trabalhista deve ser sancionada amanhã

Ronaldo Nogueira disse ainda que o governo vai editar medida provisória para ‘aprimorar a segurança para o trabalhador’.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, disse que a reforma trabalhista, aprovada pelo Senado Federal nesta terça-feira (11), deve ser sancionada pelo presidente Michel Temer na quinta-feira (13), e depois deve ser editada uma medida provisória com mudanças no texto.

De acordo com informações do G1, representantes do Ministério do Trabalho, da Casa Civil e de quatro centros sindicais estão analisando pontos que devem ser mudados pelo governo por meio de medida provisória, mas que ainda não possui data para ser editada.

  • Foto: Renato Costa /Framephoto/Estadão ConteúdoMinistro Ronaldo NogueiraMinistro Ronaldo Nogueira

"Esse compromisso será cumprido, todos os compromissos que foram sinalizados pelo presidente e pela própria base do governo, através de um documento encaminhado pelos senadores, aqueles pontos estão sendo tratados uma a um, para serem, através de uma medida provisória, pacificados. E aprimorar a segurança para o trabalhador", afirmou Nogueira.

Nesta quarta, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a Casa não vai aceitar mudanças na reforma trabalhista aprovada no Senado. “A Câmara não aceitará nenhuma mudança na lei. Qualquer MP não será reconhecida pela Casa”, escreveu Maia no Twitter.