Piauí

MP-PI recomenda exclusão da Droga Rocha e HB Med de licitação

O expediente foi enviado em 14 de junho de 2017.

GIL SOBREIRA

- atualizado

O promotor Galeno Aristóteles Coelho de Sá, da Promotoria de Justiça de Luís Correia, enviou oficio ao Presidente da Comissão de Licitação do Município, Felipe Brito Fortes, recomendando a exclusão das empresas Droga Rocha Distribuidora de Medicamentos Ltda, Ótima Distribuidora (R.O Carvalho do Nascimento) e HB MED Distribuidora (Weberth B Sousa) declaradas inidôneas pelo Tribunal de Contas da União e que participariam do Pregão Presencial para a aquisição de medicamentos. O expediente foi enviado em 14 de junho de 2017.

Promotores de outras comarcas deverão seguir o mesmo entendimento e as prefeituras de Juazeiro, Luzilândia, Morro do Chapéu e Lagoa Alegre deverão ser alertadas que as empresas foram declaradas inidôneas.

Droga Rocha tentou participar de licitação em Piripiri

A Droga Rocha Distribuidora de Medicamentos Ltda –EPP, bem que tentou participar de licitação promovida pela Prefeitura de Piripiri que visava a contratação de empresa para fornecimento de equipamento e material permanente para a Secretaria Municipal de Saúde. A empresa, segundo a ata da Comissão Permanente de Licitação, não foi credenciada tendo em vista o acórdão do Tribunal de Contas da União, de 01 de março de 2017, onde foi declarada a sua inidoneidade. O representante ainda apresentou certidão de nada consta, que não pôde ser validada na página do TCU, por divergência nas informações referentes a empresa. Assim, a Comissão Permanente de Licitação manteve o seu descredenciamento e a empresa foi impedida de participar do certame licitatório.

O pregão presencial ocorreu em 31 de maio de 2017.

  • Foto: DivulgaçãoRecomendação Recomendação

MAIS NA WEB