Piauí - Jatobá do Piauí

MPF investiga irregularidades na gestão de Dalberto Rocha

Dalberto Rocha encerrou o seu mandato no município em dezembro de 2016. Ele chegou a tentar a reeleição, mas acabou perdendo a disputa para José Carlos Gomes Bandeira.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

O Ministério Público Federal no Piauí (MPF-PI), por meio do procurador da república Marco Aurélio Adão, instaurou inquérito civil para investigar o ex-prefeito de Jatobá do Piauí, Dalberto Rocha de Andrade.

O procurador explica que existe a necessidade de investigar as informações prestadas nos autos da Notícia de Fato MPF/PR/PI de nº 1.27.000.000876/2017-11, que trata sobre possível malversação de recursos federais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) no ano de 2014 pela prefeitura de Jatobá do Piauí.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Ministério Público Federal no Piauí (MPF/PI) Ministério Público Federal no Piauí (MPF/PI)

As irregularidades são relativas ao pagamento de remunerações dos professores da rede pública do aludido município. Na portaria de nº 61, de 19 de abril, o procurador Marco Aurélio Adão não estabelece prazo para encerramento da investigação e destaca que o suposto responsável pela irregularidade foi o ex-prefeito Dalberto.

Dalberto Rocha encerrou o seu mandato no município em dezembro de 2016. Ele chegou a tentar a reeleição, mas acabou perdendo a disputa para José Carlos Gomes Bandeira.

Outro lado

Procurado pelo GP1 nesta quinta-feira (8), o ex-prefeito não foi localizado para comentar o caso.

MAIS NA WEB