Piauí - Teresina

Mulher é presa ao tentar entrar com droga na Casa de Custódia

A Casa de Custódia aboliu de seus procedimentos de segurança a revista vexatória, conhecida como revista íntima.

RAFAEL GALVÃO

- atualizado

Uma mulher identificada como Erieles Rodrigues de Morais foi presa na tarde desta sexta-feira (28), tentando entrar com um celular smartphone e com maconha na Casa de Custódia de Teresina. Ela tentava repassar os objetos proibidos para o detento Witalo Gregório.

  • Foto: Divulgação/SejusMulher é flagrada com droga na Casa de Custódia Mulher é flagrada com droga na Casa de Custódia

Segundo o gerente da Casa de Custódia, tenente Jean Carlo Bezerra, o reforço na segurança tem evitado entrada de objetos. “As mudanças que temos estabelecido nos procedimentos de segurança têm resultado em uma maior apreensão de materiais ilícitos na parte da revista, impedindo, portanto, que entrem para os pavilhões”, contou o gestor da unidade.

Ainda de acordo com o gestor, houve uma redução no número de ações desse tipo. “Tivemos uma queda expressiva de objetos ilícitos na unidade se deve à rigidez no procedimento de revista, feito com auxílio de tecnologia apropriada, mudanças na rotina carcerária, aperfeiçoamento das vistorias e melhoria na estrutura física”, explicou Jean Carlo.

Mudança

A Casa de Custódia aboliu de seus procedimentos de segurança a revista vexatória, conhecida como revista íntima. A medida foi implementada graças ao uso de tecnologias como raquetes e pórticos detectores de metais.

Todas as demais unidades prisionais do Piauí também contam com equipamentos de revista e a Secretaria de Justiça deve entregar, em agosto, aparelhos body scanner, ou seja, os escâneres corporais que identificam se a pessoa carrega objetos proibidos no corpo.

Mais conteúdo sobre: