Piauí - Picos

Município de Picos terá orçamento de R$ 219 milhões no próximo ano

A proposta foi enviada à Câmara Municipal de Picos nesta quarta-feira,11, pelo prefeito Padre José Walmir Lima (PT).

JOSÉ MARIA BARROS

- atualizado

O município de Picos terá no próximo ano um orçamento no valor de R$ 219.415.440,00. Proposta neste sentido foi enviada à Câmara de Vereadores nesta quarta-feira, 11, pelo prefeito Padre José Walmir de Lima. A matéria precisa ser aprovada em duas votações antes do recesso parlamentar de final de ano e, entrará em vigor no dia 1º de janeiro de 2018.

A lei orçamentária para o exercício financeiro de 2018, em Picos, estima a receita e fixa a despesa em R$ 219.41l.440,00. Esse valor é pouco mais de R$ 2 milhões a mais do que o orçamento deste ano, estipulado em R$ 217.245.000,00.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Padre Walmir vai gerir orçamento de quase 220 milhões de reaisPadre Walmir vai gerir orçamento de quase 220 milhões de reais

O projeto de lei foi assinado pelo Padre Walmir (PT) no último dia 29 de setembro e enviado à Câmara Municipal de Picos nesta quarta-feira, 11 de outubro. A matéria segue agora para a Comissão Permanente de Legislação, Justiça e Redação final para receber parecer técnico. Depois, será colocada em votação antes do recesso parlamentar de fim de ano.

Ao envia o projeto para a Câmara o prefeito Padre Walmir destaca que a lei foi elaborada de acordo com a Constituição Federal, a Constituição do Estado do Piauí e a Lei de Responsabilidade Fiscal, bem como os preceitos da Lei Orgânica do Município.

“Vislumbrando um futuro cada vez melhor para Picos, cumpro a nobre tarefa de administrar este município, obedecendo sempre os princípios da ética, da transparência e da participação” – escreveu o Padre Walmir.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Sede da prefeitura de PicosSede da prefeitura de Picos

Segundo o Padre Walmir, fundamentado nesses princípios a proposta orçamentária foi elaborada para que venha a cumprir o seu papel, que é o de atender as demandas da sociedade, que a cada dia se ampliam. Fazendo-se necessário, portanto, planejamento que promova a alocação eficiente dos recursos disponíveis.

A Secretaria Municipal de Saúde terá a maior dotação orçamentária com R$ 73.864.400,00. A pasta é comandada por Maria do Socorro de Sousa Moura, esposa do vice-prefeito Edilson Alves de Carvalho (PTB), e enfrenta sérios problemas de gestão, com constantes atrasos nos salários dos servidores, incluindo efetivos e contratados.

Dotação por órgão

Câmara Municipal……………………………………….R$ 5.797.600,00
Gabinete do prefeito……………………………………. R$ 2.120.700,00
Controladoria Geral do Município……………………….R$ 575.340,00
Secretaria Municipal de Administração…....………….. R$ 20.817.500,00
Sec. Mun. de Planejamento, Orçamento e Avaliação…...R$ 561.100,00
Secretaria Municipal de Finanças……………………….R$ 6.258.000,00
Secretaria Municipal de Educação………………………R$ 54.724.500,00
Sec. Mun. de Trabalho e Assistência Social……………..R$ 4.584.800,00
Sec. Mun. de Agricultura e Abastecimento……...………R$ 3.252.800,00
Sec. Mun. de Obras, Habitação e Urbanismo……………R$ 20.724.200,00
Secretaria Municipal de Serviços Públicos……..……….R$ 7.441.200,00
Secretaria Municipal de Saúde.…………………………..R$ 73.864.400,00
Secretaria Municipal de Cultura...………………………..R$ 2.336.700,00
Sec. Mun. de Meio Ambiente e Recursos Hídricos………R$ 3.212.700,00
Sec. Mun. do Turismo e Des Econômico e Tecnológico....R$ 1.703.000,00
Secretaria Municipal de Governo..............………….….....R$ 2.547.300,00
Gabinete do vice-prefeito…………………………..……..R$ 326.500,00
Procuradoria Geral do Município…………………….........R$ 1.433.200,00
Tesouro Municipal…………………………………....……R$ 236.500,00
Secretaria Municipal de Esporte e Lazer………….....…….R$ 3.728.100,00
Sec. Mun. de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana... R$ 2.569.600,00
Reserva de Contingência……….....……….......……………R$ 600.000,00
TOTAL………………………………………………..R$ 219.415.440,00