Piauí

No Piauí o presidente do TSE afirmou que tentará negociar reajuste dos servidores do Judiciário

Durante a visita ao TRE, o presidente esteve na sala da presidência e depois fez uma rápida apresentação no Plenário da Casa.

do GP1

“Nós estamos nos empenhando ao máximo para aprovar o plano de cargos e salários dos servidores do Judiciário” – assim o Ministro Presidente do TSE, Ricardo Lewandowsk, dirigiu a palavra aos servidores do Judiciário Federal na tarde desta sexta (10), enquanto participava de uma visita solene ao TRE-PI. Lewandowski chegou na noite desta quinta para participar do Seminário Iberoamericano de Direito, que está acontecendo na Justiça Federal – Avenida Miguel Rosa, ao lado do HUT.

Durante a visita ao TRE, o presidente esteve na sala da presidência e depois fez uma rápida apresentação no Plenário da Casa. Lewandowski abriu o discurso falando das vantagens do sistema eleitoral no Brasil e logo em seguida disse apoiar a revisão salarial dos servidores. Ele afirma já ter marcado um encontro na próxima semana com o presidente da Câmara dos Deputados e vice-presidente eleito, Michel Temer, para negociar a votação e aprovação do plano dos servidores.

Raimundo Eufrasio, presidente do TRE-PI, confirmou os esforços de Lewanviski em tentar aprovar o plano. Ela relata que na última visita a Brasília, viu o empenho do Presidente do TSE prestando informações ao comando de greve na capital federal e entrando em contato com o presidente do STF, Cezar Peluso, e outras autoridades. “Eu vi que o presidente do TSE está muito mais interessado em aprovar o plano que os próprios servidores, eu sinto que ele se sente constrangido de o projeto ainda não ter sido aprovado.”

Indagado pela reportagem do Sintrajufe-PI, o ministro diz não saber se o plano será aprovado ainda esse ano, nem se a primeira parcela já será paga em 2011, mas afirma que está em constante contato com os parlamentares tentando negociar a aprovação e implantação do plano o mais rápido possível. Quando indagado sobre a posição do Ministro-Presidente do STF, Cezar Peluso, ele relata que a equipe do STF está muito preocupada com os impactos financeiros que o plano poderia causar, mas afirma: “o impacto financeiro é grande, mas é compatível com o esforço dos servidores que fazem acontecer o melhor sistema eleitoral existente”.

Conversa com o ministro Gilmar Mendes

O ministro do STF, Gilmar Mendes, também esteve em Teresina na manhã desta terça participando das atividades do Seminário Iberoamericado de Direito. Aproveitando a oportunidade, servidores da Justiça Federal falaram com o ministro, cobrando uma posição mais autônoma do Poder Judiciário em relação à implementação do PCS. Com informações de Madalena Nunes, diretora de assuntos jurídicos do Sintrajufe-PI, o ministro Gilmar Mendes teria dito que o Judiciário tem interesse na aprovação do projeto de lei que assegura a revisão salarial dos servidores, enfatizando que o plano foi encaminhado ao Congresso pelo Poder Judiciário. Mas segundo Madalena o próprio ministro reconheceu que a aprovação do plano ainda esse ano é muito difícil, considerando mais provável que o PCS seja negociado no próximo governo.