Piauí - Parnaíba

Operação Habitar garante visitas na Penitenciária de Parnaíba

Conforme Daniel Oliveira, a execução de mais essa etapa da Operação Habitar partiu da necessidade de assegurar a ordem e a disciplina na Penitenciaria Mista de Parnaíba.

THAIS SOUZA

- atualizado

A quarta fase da Operação Habitar foi deflagrada na manhã desse domingo (24), por volta das 6h, apara garantir a entrada de visitantes na unidade prisional, além de permitir que os presos possam receber as sacolas, com material autorizados por lei, a entrar na unidade que são trazidas pelos familiares dos presos aos seus visitados na Penitenciária Mista de Parnaíba.

De acordo com o secretário de Segurança do Piauí (Sejus), Daniel Oliveira, a execução de mais essa etapa da Operação Habitar partiu da necessidade de assegurar a ordem e a disciplina na Penitenciaria Mista de Parnaíba, que, nesse sábado (23), foi alvo de um tumulto dos detentos que buscavam garantia de que o seu direito de receber visitas fosse obedecido integralmente.

Com isso, a Sejus busca evitar que os presos de Parnaíba ou mesmo de qualquer outra unidade prisional causem motins e outros distúrbios, semelhantes aos que os presos de Floriano fizeram semana passada na Penitenciária Vereda Grande, quando o comando de greve não permitiu a entrada das visitas com suas sacolas aos visitados.

  • Foto: Divulgação/SejusPenitenciária de ParnaíbaPenitenciária de Parnaíba

O secretário de Justiça informou que "infelizmente, a organização denominada CG/Comando de Greve não está a cumprir com a determinação judicial emanada do Poder Judiciário ao buscar, a todo momento, tumultuar ou mesmo boicotar o direito de visita dos familiares aos seus presos hora visitados", concluiu.

Greve

O movimento grevista teve início no dia 11, em todas as unidades prisionais do estado. Desde então, situações de conflitos foram registradas, como a intervenção da Polícia Militar do Piauí na Casa de Custódia de Teresina, para viabilizar a entrada de visitas no local. Os agentes reivindicam reajuste no adicional de insalubridade, reajuste no subsídio e melhorias nas estruturas dos presídios.

MAIS NA WEB