Política

Oposição aposta em rompimento entre Ciro e Wellington Dias em 2018

Mesmo com o declarado alinhamento entre o senador e o Governo Wellington Dias (PT), as principais lideranças oposicionistas consideram reais e viáveis as chances de rompimento entre os dois.

GERMANA CHAVES

- atualizado

A oposição continua trabalhando com a possibilidade de contar com o apoio do senador Ciro Nogueira Filho, presidente nacional do PP, em 2018. Mesmo com o declarado alinhamento entre o senador e o Governo Wellington Dias (PT), as principais lideranças oposicionistas consideram reais e viáveis as chances de rompimento entre os dois.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Ciro NogueiraCiro Nogueira

De um lado Ciro tem cumprido o dever de casa e sempre está à frente dos assuntos de interesse do Estado em Brasília tanto que tem sido a fonte de intermédio para liberação de recursos para o Piauí. Por outro lado, o senador não tem fechado as portas para o diálogo com a oposição e sempre lembra que em política todas as possibilidades devem ser consideradas.

Há duas semanas, Ciro visitou o deputado estadual Robert Rios Magalhães (PDT-PI) que é líder da oposição na Assembleia Legislativa e um dos maiores opositores do Governo Wellington Dias. O encontro que ocorreu no apartamento do pedetista, teve grande repercussão nos bastidores. Contudo, o presidente nacional do PP suavizou a situação afirmando que foi uma visita de amigos. Já Robert, preferiu destacar o tom político do bate-papo.

Um dos pontos que tem sido bastante destacado pelos adversários do Palácio de Karnak é a resistência declarada de membros do PT, partido de Wellington Dias, que já descartaram qualquer tipo de apoio ao projeto de reeleição de Ciro Nogueira. Além disso, ainda somam as várias oportunidades em que membros do PP sofreram retaliações vindas de petistas, o que gerou um verdadeiro mal estar entre os principais representantes dos dois partidos.

MAIS NA WEB