Piauí - Picos

Padre Walmir propõe reajuste de R$ 100,00 parcelado em 2 anos

O reajuste proposto pelo prefeito de Picos seria implantado em julho do ano de 2018 e janeiro de 2019.

JOSÉ MARIA BARROS

- atualizado

Alegando que o município enfrenta crise financeira, o prefeito de Picos, Padre José Walmir de Lima (PT), propôs aos servidores lotados na Administração Geral, um reajuste de R$ 100,00 parcelado em dois anos. A proposta foi negada pelo sindicato, que decidiu fazer uma paralisação de advertência na próxima terça-feira, 19.

O reajuste em duas parcelas foi apresenado ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Picos (Sindserm), no dia 12 de setembro, pelo Procurador Geral do Município, Maycon Luz. Na mesma data os trabalhadores se reuniram em assembleia e recusaram a proposta, que consideram uma afronta à categoria.

  • Foto: José Maria Barros/GP1 Padre Walmir propõe reajuste de R$ 100,00 em duas parcelasPadre Walmir propõe reajuste de R$ 100,00 em duas parcelas

Pela proposta, haverá um aumento de R$ 100,00 na remuneração dos servidores lotados nos cargos que exigem nível fundamental. R$ 150,00 para os que exercem cargos de nível médio e R$ 300,00 para os de nível superior.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Edna Moura Presidente do SindsermEdna Moura Presidente do Sindserm

Os trabalhadores argumentaram que até poderiam aceitar o aumento, desde que ele fosse implantado agora e não em duas parcelas como propôs o Padre Walmir, sendo a metade em julho de 2018 e a outra metade em janeiro de 2019.

A presidente do Sindserm, Edna Moura, informou que dentre os servidores que teriam reajuste de R$ 100,00 dividido em duas parcelas estão motoristas, vigias, zeladoras e merendeiras. “Levamos à discussão a proposta, que foi reprovada e já apresentamos uma contraproposta aos gestores” – anunciou.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB