Política

Paes Landim admite que PTB pode sair do governo de Wellington Dias

Paes Landim admitiu que o PTB poderia deixar o governo para apoiar João Vicente Claudino.

BÁRBARA RODRIGUES E GERMANA CHAVES

- atualizado

Na manhã dessa segunda-feira (2) no lançamento do Podemos em Teresina, o deputado federal Paes Landim (PTB) admitiu a possibilidade do partido deixar o governo de Wellington Dias (PT) para atender a um pedido doex-senador João Vicente Claudino que quer ficar na oposição nas eleições de 2018.

João Vicente já admitiu que tem o desejo de voltar ao partido que presidiu por mais de uma década, período em que a legenda chegou a contar com mais de 70 prefeitos. Ele se desfiliou após problemas com a executiva nacional. O principal empecilho para o retorno do ex-senador é que o partido faz parte da base aliada de Wellington Dias.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Deputado Federal Paes LandimDeputado Federal Paes Landim

Ao GP1 o presidente estadual do PTB, o deputado Paes Landim, afirmou que o partido “nunca abandonou o João Vicente. Estivemos sempre em contato desde o dia em que ele deixou o partido”.

Sobre o posicionamento do ex-senador em não apoiar o governo de Wellington Dias, ele falou que é importante seguir a decisão do partido, mas que a opinião do ex-senador será devidamente analisada. “É evidente, que é importante seguir o partido. Ele é um grande líder e claro que a decisão dele passará pelo partido, por meio de uma decisão do diretório”, explicou.

Paes Landim admitiu que o PTB poderia deixar o governo para apoiar João Vicente Claudino. “Olha, veja bem, um líder de expressão com o João Vicente não é para deixar só. Então sim [poderia sair da base governista]”, disse.

  • Foto: Lucas Dias/GP1João Vicente ClaudinoJoão Vicente Claudino