Mundo

Papa Francisco decide proibir a venda de cigarros no Vaticano

Medida começará a valer a partir de 2018.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

O Papa Francisco proibiu a venda de cigarros na cidade do Vaticano. A notícia foi divulgada pelo porta-voz da Santa Sé, Greg Burke, nesta quinta-feira (09).

Segundo o porta-voz, a decisão foi tomada porque “o Vaticano não pode continuar permitindo algo que prejudique, claramente, a saúde das pessoas”, explicou em comunicado.

  • Foto: AFPPapa FranciscoPapa Francisco

De acordo com informações da Veja, o Vaticano possui cerca de 6 mil funcionários e suas lojas são isentas de impostos. Por isso, o porta-voz admitiu que a venda de cigarros gera lucros, mas que “nenhum direito é legítimo se coloca em risco a vida humana”. A medida valerá a partir de 2018.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB