Piauí - Teresina

Parada da Diversidade reúne milhares de pessoas em Teresina

De acordo com a Polícia Militar, a 16ª Parada da Diversidade de Teresina reuniu mais de 100 mil pessoas neste domingo (03).

LUCAS MARREIROS

- atualizado

16ª Parada da Diversidade reúne milhares de pessoas em Teresina

A 16ª Parada da Diversidade de Teresina reuniu milhares de pessoas neste domingo (03). O evento teve início às 16h30 com uma concentração na Avenida Raul Lopes em frente ao Pintos Shopping, zona leste da capital, e contou com um aulão de dança dos professores Mara Cardoso e Francisco Geronço. De acordo com a Polícia Militar do Piauí (PM-PI), mais de 100 mil pessoas participaram da comemoração.

À noite, no espaço ao lado a Ponte Estaiada, o evento continuou com a presença da drag teresinense Chandelly Kidman, shows dos djs Nanda Machado e Marcio Bryto e das atrações nacionais Karol Conka e Liniker. A tenente coronel Júlia Beatriz, da PM-PI, esteve no local e estimou que a Parada da Diversidade deste ano reuniu mais de 100 mil pessoas.

O secretário estadual da Cultura, Fábio Novo, falou da importância da realização do evento para a sociedade. "A parada não é só uma festa, é uma semana inteira de debates, inclusive na academia, nas universidades, que chama atenção pra várias temáticas, da orientação sexual, dos riscos de doenças sexualmente transmissíveis e também de toda uma discussão de empoderamento de um segmento que historicamente é discriminado, então eventos como esse, servem para reafirmar o pensamento em favor da diversidade e justo mais no momento em que a gente vive aonde cresce uma onda conservadora e que trabalha justamente a perspectiva de tentar abafar esse sentimento e a busca de direitos desse status social", declarou.

O Grupo Matizes, organizador da Parada da Diversitade, comemorou o sucesso de público desta edição do evento. "Estamos satisfeitos com o resultado, é a parada mais alegre, mais irreverente e a parada com a maior quantidade de pessoas que a gente já organizou, isso só reflete que nós estamos no caminho certo. Cometemos erros, mas os acertos têm sido maior e a prova tá aqui, que cada vez o público aumenta e aumentam as parcerias", afirmou Marinalva Santana.

O evento foi o encerramento das atividades da 13ª Semana do Orgulho de Ser, que procura informar e educar as pessoas sobre a diversidade de gênero e orientação sexual, enfrentando o preconceito e a violência sofrida por Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Trânsgêneros (LGBT).

A programação da 13ª Semana do Orgulho de Ser teve início no dia 26 de agosto e encerrou suas atividades na última sexta-feira (01), tendo realizado nesse período oficinas, palestras, jogos esportivos, mostra de cinema e fotográfica, rodas de conversa, mesas redondas, talk shows e painéis.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB