Piauí - Teresina

Passageiros ficam dentro de avião por mais de 2h em Teresina

Os passageiros irão pegar um novo voo somente na próxima quinta-feira, 31 de agosto.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

Passageiros do voo JJ382 da Latam ficaram dentro de um avião, por mais de 2h, no Aeroporto Senador Petrônio Portela, após um problema técnico na aeronave. O avião sairia da cidade de Teresina com destino a Brasília, mas teve o voo cancelado.

O avião estava previsto para decolar às 14h14, mas devido a um problema técnico, os passageiros tiveram que esperar por mais de duas horas dentro do avião, que teria apresentado um problema no motor. Somente por volta das 17h é que eles foram retirados da aeronave e tiveram que esperar na sala de embarque até que a situação fosse resolvida. Todo esse problema deixou os passageiros revoltados e somente algum tempo depois eles foram informados que o voo seria cancelado.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Aeroporto de TeresinaAeroporto de Teresina

A Latam divulgou uma nota confirmando que realmente houve um problema técnico e que por isso o voo precisou ser cancelado. Os passageiros irão pegar um novo voo somente na próxima quinta-feira, 31 de agosto.

“A LATAM Airlines Brasil informa que o voo JJ3823 (Teresina - Brasília) de hoje (30) foi cancelado por questões técnicas e para que a tripulação não ultrapassasse o limite de horas de trabalho estipulado por lei. O voo foi reprogramado sob o número JJ9000, previsto para partir às 8h desta quinta-feira (31)”, informou a nota.

Confira a nota na íntegra:

A LATAM Airlines Brasil informa que o voo JJ3823 (Teresina - Brasília) de hoje (30) foi cancelado por questões técnicas e para que a tripulação não ultrapassasse o limite de horas de trabalho estipulado por lei. O voo foi reprogramado sob o número JJ9000, previsto para partir às 8h desta quinta-feira (31).

A companhia lamenta o ocorrido e esclarece que está prestando a assistência necessária aos passageiros. Por fim, reitera que a segurança é um valor imprescindível e, sobretudo, todas as suas decisões visam garantir uma operação segura.

MAIS NA WEB