Esportes

Pena de Bruno é reduzida de 22 para 20 anos no caso Eliza Samúdio

Bruno Fernandes havia sido condenado a 22 abis e três meses de prisão pela morte e pela ocultação de cadáver de Eliza Samudio, além do sequestro do seu filho com a vítima.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

Desembargadores do Tribunal de Justiça reduziram a pena do goleiro Bruno Fernandes, condenado pela morte de Eliza Samúdio, passando de 22 anos e três meses para 20 anos e nove meses de prisão.

De acordo com informações do G1, na sessão desta quarta-feira (27), foi retomado o julgamento de recursos de dois processos, que começou no dia 13 de setembro. O primeiro era sobre a validade da certidão de óbito de Eliza Samúdio, emitida no dia 24 de janeiro de 2013 pelo Cartório de Registro Civil de Vaspasiano e autorizada pela juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, do Tribunal do Júri de Contagem.

  • Foto: Pakito Varginha/Futura Press/Estadão ConteúdoGoleiro Bruno FernandesGoleiro Bruno Fernandes

Os recursos do outro processo questionavam a sentença do julgamento do goleiro e de Fernanda Gomes de Castro. Na análise do mérito, eles foram parcialmente aceitos, alterando o tempo de condenação dos dois. A pena de Fernanda de Castro passou para três anos e será substituída por prestação de serviços à comunidade e pagamento de prestação pecuniária, em valos a ser fixado pelo juiz na execução.

No caso dela, houve a prescrição do crime de sequestro e cárcere privado da vítima Eliza Samúdio. Já Bruno teve a pena por ocultação de cadáver extinta, porque o crime também prescreveu.

Bruno Fernandes havia sido condenado a 22 anos e três meses de prisão pela morte e pela ocultação de cadáver de Eliza Samúdio, além do sequestro do seu filho com a vítima. Já Fernanda Castro, namorado do goleiro na época dos crimes, havia sido condenada a cinco anos, em regime aberto, pelo sequestro e cárcere privado da criança e de Eliza.

MAIS NA WEB