Piauí - Teresina

Pesquisa avalia mudanças na Rodoviária de Teresina

Essa ação da concessionária, em realizar a pesquisa de satisfação, está prevista nas obrigações contratuais que vêm sendo acompanhadas pelo Comitê de Monitoramento.

- atualizado

Pesquisa encomendada pela concessionária Sociedade Nacional de Apoio Rodoviário e Turístico (Sinart), administradora dos terminais rodoviários de Teresina, Picos e Floriano, nos dias 10 a 12 de março, com resultados encaminhados ao Comitê de Monitoramento do contrato das rodoviárias, aponta que o índice de satisfação dos usuários do Terminal Rodoviário Lucídio Portela, em Teresina, é positivo.

A pesquisa foi realizada pela Consulte Inteligência e Mercado e ouviu 400 pessoas. Quanto à limpeza, 79% dos entrevistados aprovam as intervenções já realizadas. Em relação à segurança, 57% avaliaram as mudanças como muito bom, bom e regular. A comunicação visual do terminal tem aprovação de 56% e 67% dos usuários aprovam o estacionamento. A respeito das prioridades para o terminal apontadas pelos usuários, os números revelam que 19,6% dos entrevistados gostariam de ter uma agência bancária/caixa eletrônico e posto médico e ainda 11,02% consideram que o serviço de wi-fi gratuito é necessário.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Terminal Rodoviário Governador Lucídio PortelaTerminal Rodoviário Governador Lucídio Portela

Essa ação da concessionária, em realizar a pesquisa de satisfação, está prevista nas obrigações contratuais que vêm sendo acompanhadas pelo Comitê de Monitoramento. “Os índices apontados pela pesquisa foram bastante satisfatórios, a população já tem percebido os avanços e as melhorias que a concessionária conseguiu imprimir em pouco mais de um ano de contrato e, frise-se, os serviços ainda não estão concluídos. Em breve, teremos a entrega da área institucional que abrigará órgãos como Polícia Civil e Militar, serviços de apoio a informações de turismo e outros órgãos que o Estado está analisando as melhores possibilidades de alocar. Tudo para oferecer uma melhor estrutura para os usuários da rodoviária”, informou o engenheiro membro do Comitê de Monitoramento dos Contratos de Concessão das Rodoviárias, Gil Júnior.

A concessionária já investiu em Teresina, somente em obras, mais de R$ 2 milhões, não incluindo nesses custos os gastos com operação do terminal. Conforme o cronograma, a concessionária terá até o mês de dezembro para cumprir todas as reformas. Nesta segunda etapa de entrega de obras, está prevista a instalação de um novo e moderno elevador que vai ligar o pavimento térreo até a praça de alimentação, a implantação da área institucional, além de entrega dos banheiros ao público.

MAIS NA WEB