Piauí - Teresina

PL quer proibir aplicação de multas durante madrugada em Teresina

PL pretende proibir a aplicação de multas por infração de trânsito a quem avançar o sinal vermelho qualquer dia da semana, durante a madrugada.

LUCAS MARREIROS

- atualizado

Um Projeto de Lei (PL) que pretende proibir a aplicação de multas por infração de trânsito a quem avançar o sinal vermelho qualquer dia da semana, no período das 23 h às 5h da manhã, foi aprovado em primeira votação na Câmara de Vereadores de Teresina durante a sessão desta terça-feira (05).

O PL é de autoria da vereadora Graça Amorim (PMB) e vereador Caio Bucar (PSD). De acordo com Graça Amorim, o objetivo é garantir a segurança dos teresinenses que transitam pela capital neste intervalo de tempo, evitando assaltos no período da madrugada.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Vereadora Graça AmorimVereadora Graça Amorim

"Sabemos que vivemos em uma cidade sem segurança e que o cidadão está exposto e tendo isso em vista, que nesses horários os condutores ficam mais vulneráveis ao terem que parar para esperar o semáforo abrir, o projeto foi concebido", explicou a vereadora.

O PL teve grande aceitação, mas alguns ainda guardam dúvidas com relação aos acidentes de trânsitos, que podem ser causados por condutores impudentes, que poderão aproveitar-se da liberação para trafegarem de forma ainda mais perigosa, como os que ingerem bebida alcoólica antes de conduzir.

“Esse tipo de acidente já acontece e essa lei não vai contribuir para isso. É necessário a redução da velocidade porque é mais seguro ultrapassar o sinal vermelho quando se pode observar a inexistência de veículos ou pedestres que possam oferecer risco de acidentes. Com uma redução da velocidade para 20 km/h ou inferiores, é possível observar com atenção todas as vias ao redor", orientou a parlamentar.

Quanto aos condutores imprudentes, a vereadora aponta outra solução. “Os motoristas que consumem bebida alcoólica causam acidentes com ou sem essa lei, é preciso é que sejam feitas mais blitzen para inibi-los. O PL é sobre não punir um condutor que comete uma infração como forma de garantir sua própria segurança, resguardar sua vida”, finalizou Graça Amorim.

Atualmente, avançar o sinal vermelho, seja do semáforo ou da parada obrigatória, é multa de trânsito gravíssima no valor de R$ 297,47 com 7 pontos perdidos na carteira de habilitação. O projeto de Lei segue para segunda votação nesta quarta-feira (06).


MAIS NA WEB