Piauí - Campo Maior

PM de Campo Maior pede reforço após brigas de grupos rivais

Os grupos são formados por ex-presidiários, que já possuíam rixas antigas ou que criaram desentendimento dentro do sistema prisional.

BRUNA VELOSO

- atualizado

A Polícia Militar de Campo Maior pediu reforço de equipes do Batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especial (BPRone) na cidade pelo menos aos finais de semana para controlar a briga de grupos inimigos ligados ao tráfico que vem acontecendo na cidade. O pedido foi feito após a morte de um jovem de 18 anos por bala perdida durante um tiroteio entre os grupos na noite desta quinta-feira (06).

Segundo o Major Etevaldo, comandante da PM de Campo Maior, os grupos são formados por ex-presidiários, que já possuíam rixas antigas ou que criaram desentendimento dentro do sistema prisional e agora que estão soltos estão indo atrás do acerto de contas. “Eles morram em bairros diferentes em Campo Maior, no Cariri e no Matadouro”.

  • Foto: Divulgação/AscomMajor EtevaldoMajor Etevaldo

O reforço ainda não foi confirmado, mas a PM da cidade aguarda a resposta. “Estamos pedindo apoio, mas não foi confirmado ainda. Estamos aguardando nos finais de semana a viatura da RONE aparecer em Campo Maior para dar um suporte para nós. Falta confirmar ainda”, explicou o Major.